Foi criada, nesta quarta-feira (28), pelo governo federal uma comissão interministerial com o objetivo de desenvolver políticas públicas para a inclusão e incentivo à abordagem da agroecologia e de sistemas de produção orgânica nas escolas de todo o país. A iniciativa envolve os ministérios do Meio Ambiente, da Educação, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, do Desenvolvimento Agrário e da Ciência e Tecnologia. A portaria instituindo a comissão foi assinada em solenidade na Escola da Natureza, em Brasília, durante as comemorações da II Semana dos Alimentos Orgânicos.  

Entre as finalidades da comissão estão propor mecanismos para viabilizar e estimular a formação dos quadros técnicos dos órgãos federais, incentivar a discussão sobre desenvolvimento sustentável nas escolas, além de propor estratégias de articulação de programas, projetos e atividades desenvolvidos nos ministérios e órgãos envolvidos.

De acordo com a ministra Marina Silva, existem hoje cerca de 6,6 milhões de hectares plantados com produtos orgânicos. ?Essa atividade representa cerca de cem milhões de dólares de produtos exportados, 20 mil produtores, 12 mil projetos desenvolvidos em diversos estados e teve um crescimento de 50% de 1999 até hoje?, destaca a ministra.

Ela afirma ainda que a disseminação de informações para a população sobre o produto orgânico cria uma espécie de ?círculo virtuoso? e estimula aumento do consumo e da produção. ?À medida que você tem uma maior demanda, você tem a possibilidade de aumentar cada vez mais a produção e reduzir os custos. É um estímulo para o pequeno produtor e um benefício para a sociedade que consumirá um produto saudável?, avalia.

O ministro da Educação Fernando Hadad destacou a importância de se difundir o tema nas escolas. ?É um avanço importante as nossas escolas, sobretudo as escolas agrotécnicas, incorporarem essa cultura e disseminarem essa cultura para os seus alunos. Espero que essa perspectiva se amplie. Temos que ajudar as famílias a produzirem o produto orgânico e temos que fazê-lo por meio das nossas escolas?, disse Hadad.

No evento o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Roberto Rodrigues, anunciou ainda  que na próxima semana será assinado pelo presidente Lula o decreto que regulamenta a Lei dos Orgânicos. ?Esse é um assunto fundamental para o pequeno produtor. Com a regulamentação ficam definidas as regras para produção, que tipos de produtos podem ser produzidos nessa área, as normas de comércio interno e externo, além dos padrões de qualidade que classificam o produto orgânico brasileiro com um padrão universal?, informou.

A II Semana dos Orgânicos tem apoio da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), Comissões da Produção Orgânica nas Unidades da Federação (CPOrg- UF), Banco do Brasil, Sebrae, WWF Brasil, Planeta Orgânico e Sindiorgânicos.