Em votação nominal, a Comissão Especial rejeitou há pouco por 27 votos contra e 11 a favor o destaque do PFL ao relatório do deputado Virgílio Guimarães, que proibia a cobrança de contribuições sociais sobre a receita ou faturamento da União, dos estados, do Distrito Federal e dos municípios, inclusive das autarquias e fundações instituídas e mantidas pelo poder público. Faltam ainda serem votados três destaques de bancadas.