Os servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) voltam ao trabalho a partir desta quarta-feira. O órgão adotou algumas medidas para facilitar o atendimento nas agências da Previdência Social em todo o País.

EMERGÊNCIA: Os postos do INSS que estavam total ou parcialmente parados voltarão a atender o público com horário estendido em duas horas até que o fluxo esteja normalizado. Funcionarão de segunda a sexta-feira, das 8h às 16 horas, e nos próximos três sábados (dias 20 a 27 de agosto e 3 de setembro), das 8h às 12 horas.

EVITAR: Para facilitar o atendimento, o órgão recomenda aos segurados que desejem orientações, protocolar revisões ou recursos que evitem ir às agências nas próximas três semanas.

PRIORIDADE: Terão prioridade os atendimentos às solicitações de benefícios por incapacidade, pensão por morte, salário-maternidade e benefícios assistenciais (Loas).

PRORROGAÇÃO: Os segurados terão até 90 dias, a partir da reabertura dos postos de atendimento do INSS, para protocolar seus benefícios, com data retroatica, sem nenhum prejuízo financeiro.

PERÍCIAS: O agendamento de perícias médicas já marcadas será mantido. Os segurados em gozo de benefício por incapacidade que necessitem agendar perícia médica devem procurar as agências do INSS.

ALTERNATIVAS: Requerimentos de auxílio-doença, salário-maternidade e pensão por morte (precedida de aposentadoria) podem se feitos pela internet (www.previdencia.org.br). Também podem ser feitas pelo portal as comunicações de acidentes de trabalho, inscrição de beneficiário consulta de andamento de processos de benefícios, atualização de endereços, cálculos de aposentadoria (tempo de contribuição e valor), emissões de carta de concessão de benefício, memória de cálculo, extrato de pagamento e certidão para saque de PIS e FGTS.

INFORMAÇÕES: Orientações sobre o atendimento das agências e serviços podem ser obtidos pelo Prevfone: 0800-78-0191,

PREVCartas (prevcartas@previdencia.gov.br) ou no site do órgão na internet (www.previdencia.gov.br).

Fonte: Ministério da Previdência.