O presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Jacinto Ferreira, informou hoje que a safra 2006/07 de grãos será de 120,2 milhões de toneladas, o que representa 274,1 mil toneladas ou 1,1% a mais que a colheita da safra anterior, quando a produção foi de 119,9 milhões de toneladas. Ao contrário dos levantamentos anteriores, a Conab divulgou o número consolidado para a safra, pois o plantio da maioria das culturas já foi concluído.

De acordo com ele, apesar da redução de plantio de algumas lavouras, o bom desempenho se mantém resultado do clima favorável. De acordo com a Conab, a área cultivada com grãos será de 45,2 milhões de hectares, redução de 4,4% em relação ao período anterior, quando os produtores ocuparam 47,3 milhões de hectares com as lavouras de grãos. "O motivo da queda é a redução dos preços no mercado internacional, além da desvalorização cambial", disse Ferreira. A exceção, segundo ele, ficou por conta do plantio do algodão e do cultivo de feijão da primeira safra. O plantio destas lavouras cresceu, respectivamente, 20,8% e 8,9%. As maiores baixas foram registradas no trigo, com queda de 25,8%, e da soja, com 7,1% menos no plantio.