Gestores municipais, integrantes do Fórum da Assistência Social ? membros da sociedade civil que também representam entidades não-governamentais e do Conselho Estadual de Assistência Social (CEAS), participaram, nesta segunda-feira, da Conferência Regional de Assistência Social, promovida pela Secretaria do Trabalho, Emprego e Promoção Social no Teatro Marista em Ponta Grossa.

Representantes de 18 municípios dos Campos Gerais aprofundaram as discussões sobre a implantação do Sistema Único de Assistência Social no Paraná , construído através de um debate que vem sendo realizado em todo o país.

?É um sistema único de assistência social que estabelece a especificidade da política pública de assistência e as responsabilidades por esfera de governo?, explica a coordenadora do Núcleo de Assistência Social da Secretaria, Denise Colin, que ministrou uma palestra expondo a importância da formulação das propostas que serão aplicadas na área.

As conferências regionais foram realizadas em 18 regiões do Estado, reunindo as propostas apresentadas durante as conferências municipais, que agora serão levadas para a Conferência Estadual, marcada para os dias 3 a 5 de outubro em Curitiba. ?As conferências municipais e regionais foram importantes para identificar elementos e conteúdos que irão compor a política estadual e nacional de assistência social?, acredita a coordenadora de Assistência Social.

Denise Colin disse que espera que dentro deste conjunto de discussões possa ser identificado um plano de atuação e a implementação desta política ao longo dos próximos dez anos no Estado.

A proposta do plano estadual prevê medidas a serem adotadas a curto (até 2008), médio (até 2010), e a longo prazos (até 2015), concluindo o planejamento para os próximos 10 anos. ?O SUAS define, de acordo com o município, a responsabilidade dos serviços de proteção básica e especial, formando uma rede de atendimento efetivo à população usuária da política de assistência social?, conclui Denise Colin.

Para o chefe regional da Secretaria do Trabalho nos Campos Gerais, João Barbiero, a conferência regional unifica as propostas das conferências municipais, realizadas em toda a região nos últimos dois meses. ?Neste momento reunimos as propostas apresentadas em toda a região durante as conferências municipais, e este elenco de idéias vai compor um documento que será levado para as conferências estadual e nacional?, afirma Barbiero.

Além da discussão em torno do tema e encaminhamento de propostas, a Conferência Regional de Ponta Grossa escolheu os seus representantes para as Conferências Estadual e Nacional de Assistência Social.