Os espetáculos Travesties, Vida, O Papa e a Bruxa e Dona Otília e Outras Histórias estreiam nesta sexta-feira (19) na Mostra 2010. O Papa e a Bruxa está com ingressos esgotados desde a quinta-feira (11). Travesties, Vida e Dona Otília fazem sua estreia nacional durante o Festival.

Cinema, da Sutil Companhia, que está com ingressos esgotados desde a noite de quarta, faz suas duas últimas apresentações hoje. Música Para Ninar Dinossauros, de Mário Bortolotto, faz sua segunda aporesentação no Festival.

Travesties tem o texto assinado pelo britânico Tom Stoppard. A comédia se passa durante a Revolução Russa, em Zurique. No enredo, três artistas e revolucionários que discordam do sistema, mas que precisam ser financiados por ele. Ao longo da peça acontecem encontros e desencontros entre personagens fictícios e reais da história e da literatura. Estão no elenco os atores Rodrigo Lopez, Fabiana Gugli e Germano Mello. A direção é de Caetano Vilela.

Na peça Vida, dois homens e duas mulheres integram uma banda que ensaia uma apresentação para comemorar o jubileu da cidade imaginária onde vivem. O enredo mostra os personagens fechados numa sala vazia, mostrando a maneira como eles se relacionam em meio às suas vidas prosaicas. O trabalho é resultado de longo período de pesquisas sobre a obra do poeta curitibano Paulo Leminski. A comédia dramática é encenada pela Companhia Brasileira de Teatro. Estão no elenco Giovana Soar, Nadja Naira, Ranieri Gonzales, e Rodrigo Ferrarini.

A comédia Dona Otília e Outras Histórias adapta alguns dos últimos textos escritos pela ficcionista e tradutora gaúcha Vera Karam, falecida em 2003. Temas como a solidão e a dor permeiam o espetáculo, em meio a um humor negro. Estão no elenco os atores Alcemar Vieira, Guida Vianna e Dani Barros. A direção é de Gilberto Gawronski, que era amigo pessoal de Karam.

O Papa e a Bruxa é uma adaptação do diretor e ator Hugo Possolo, do Grupo Parlapatões, de texto original de Dario Fo, vencedor do prêmio Nobel. O espetáculo disserta sobre tabus da Igreja Católica, como as drogas, o celibato, o aborto e a Aids. Estão no elenco, além de Possolo, os atores Carmo Muraro, Raul Barreto e Henrique Stroeter, entre outros.

Cinema é um espetáculo sobre ver e ser visto, que ainda está em processo de criação. O trabalho da Sutil tem direção de Felipe Hirsh e co-direção de Murilo Hauser. Estão no elenco Beatriz Bertú, Daniel Tavares, Diego Moschkovich, Fábio Lucindo, Isabel Wilker, João Victor D’Alves, Julia Ianina, Kauê Telloli e Luísa Bonin, entre outros. A cenografia é de Daniela Thomas.

Em Música Para Ninar Dinossauros, o grupo Cemitério de Automóveis apresenta uma comédia dramática onde três amigos, nascidos na década de 60, fazem um balanço de suas vidas. A apresentação de ontem, no Sesc da Esquina, marcou a estreia nacional da peça. Estão no elenco os atores Lourenço Mutarelli, Paulo de Tharso e Carlos Carcarah e o diretor Bortolloto.

Serviço:

Travesties. Dias 19 e 20 de março, às 21 h
Teatro Guaíra – R. XV de Novembro, n° 971 – Centro
Preços: R$ 45 e R$ 22,50