O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados marcou para a próxima quinta-feira (11) o depoimento do deputado José Borba (PMDB-PR). Ele é acusado de estar envolvido no suposto esquema de pagamento de mesadas a parlamentares, o chamado "mensalão".

Na terça-feira (9), os deputados se reúnem para uma reunião administrativa do Conselho. Os parlamentares marcaram para o próximo dia 16 o depoimento do ex-tesoureiro do PTB, Emerson Palmieri. Segundo a diretora financeira da agência de publicidade SMP&B, Simone Vasconcelos, Emerson Palmieri recebeu dinheiro das contas do empresário Marcos Valério.

O Conselho de Ética investiga a quebra de decoro parlamentar do deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) por ter denunciado, sem provas, a existência do suposto "mensalão". O pedido de abertura de processo foi encaminhado pelo Partido Liberal. O presidente do Conselho, deputado Ricardo Izar (PTB-SP), afirmou ontem que vai anexar a esse processo a nova representação do PL contra o deputado Roberto Jefferson.

Na segunda representação, que o PL protocolou esta semana, o argumento utilizado é que Roberto Jefferson teria mentido ao dizer que o líder do PTB, deputado José Múcio, participou de uma reunião para tratar do "mensalão". De acordo com a representação, Roberto Jefferson também teria quebrado o decoro parlamentar ao utilizar, durante a campanha, dinheiro não declarado à Justiça Eleitoral. Além disso, o PL afirma que Jefferson estaria envolvido com uma quadrilha de roubo de cargas no Rio de Janeiro.