A 47ª reunião extraordinária do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) termina hoje no auditório do Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba. O encontro começou ontem (16) com a finalidade de discutir a regulamentação do sistema de compensação ambiental e o Plano Nacional de Áreas Protegidas. Elaborado pelo Ministério do Meio Ambiente, o plano busca reduzir a perda de biodiversidade por meio do estabelecimento de objetivos e metas para as áreas terrestres e marinhas do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC).

A 47ª reunião do Conama ocorre paralelamente à 3ª Reunião das Partes do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança (MOP-3), que começou na segunda-feira (13) e termina hoje (17). Nesse período, representantes de 131 países estão discutindo assuntos como a rotulagem ou não das cargas de Organismos Vivos Modificados (OVMs) exportadas de um país a outro, metodologias para a identificação de OVMs e avaliação, manejo e comunicação de risco. O Protocolo de Cartagena entrou em vigor em 2003 e é o primeiro acordo internacional que estabelece regras para o comércio de produtos transgênicos.