Os presidentes da Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar), Luiz Claudio Romanelli, da Associação dos Notários e Registradores do Estado do Paraná (Anoreg), José Carlos Fratti,e o diretor administrativo-financeiro da Cohapar, Nivaldo Pinheiro Francisco, firmaram nesta quarta-feira convênio para reduzir o custo de escrituras e registros de imóveis. A medida envolve serviços de pesquisas, lavraturas e registros de escrituras de compra e venda, doação e permuta, mútuo, hipoteca, dentre outros. “Os custos com registros imobiliários em tabelionatos associados à Anoreg terão uma redução significativa”, disse Romanelli.

A economia trazida pelo acordo irá permitir à Cohapar, segundo Romanelli, “reduzir o custo das novas moradias, diminuindo os gastos dos mutuários”. Com o acordo, a autenticação de documentos, que chega a R$ 2,10 em cartórios em Curitiba, passará a custar R$ 1,35 para a Cohapar.

O registro de um contrato, por exemplo, que hoje chega a custar a partir de R$ 132,30 em Curitiba, passará após o convênio a sair por R$ 12, por imóvel. Os valores de tabela terão redução de 50% para cobrança de custas, lavratura da escritura e para fins de registro. “A Anoreg-PR reconhece a importância social desse convênio e quer participar mais ativamente dos processos que busquem a cidadania”, afirmou Fratti.

Para o presidente da Cohapar, a assinatura do convênio foi um avanço para a sociedade paranaense, mas que é necessário avançar mais para diminuir as desigualdades sociais e econômicas no país. “É preciso ampliar o alcance social das medidas como essa firmadas com a Anoreg-PR, permitindo que os valores das custas com processos de regularização fundiária também tenham uma redução significativa, de forma a viabilizarmos programas dessa natureza”, finalizou.