São Paulo ? O coordenador da Comissão de Ética do Partido dos Trabalhadores (PT) Danilo de Camargo pediu afastamento do seu cargo. Entregou o pedido por carta nesta tarde na sede do Diretório Nacional do partido. Amanhã (6) ela será apresentada aos membros do diretório.

A Comissão Executiva Nacional rejeitou requerimento feito por um dos membros da comissão de ética, que colocava a atuação de Camargo sob desconfiança, e manteve coordernador no cargo. O requerimento foi feito a propósito da atuação de Camargo no processo ético disciplinar que é movido em relação ao ex-tesoureiro do partido, Delúbio Soares.

Em seu pedido de afastamento, Camargo informa que, apesar da decisão da Executiva Nacional a seu favor, decidiu se afastar porque venceu por uma margem pequena: "entendo que, frente à pequena margem de confiança expressa na votação, não tenho mais como continuar membro da Comissão de Ética deste Diretório Nacional".

Segundo nota do PT, está confirmada para o domingo uma reunião da Comissão de Ética para ouvir Delúbio Soares.