O deputado João Herrmann (PPS-SP), um dos coordenadores da campanha presidencial da Frente Trabalhista (PPS-PTB-PDT), de Ciro Gomes, disse hoje que o candidato petista, Luiz Inácio Lula da Silva, deve ter uma reação mais incisiva contra o crescimento da candidatura de José Serra (PSDB) nas pesquisas de intenção de voto. ?O urso precisa acordar?, alertou Hermman. ?O urso só dorme no inverno e a primavera está chegando, em 21 de setembro. Está na hora de acordar, ou ele (Lula) acha que nada o envolve nos ataques de Serra contra a oposição??

O coordenador de Ciro questiona o comportamento do petista até o momento. ?O governo ficou de um lado, com toda a sua máquina e poderio de fogo, no ataque; e a oposição de outro, dividida. Nessa oposição, um candidato tenta se defender precariamente, enquanto o outro finge que nada acontece?, avalia, referindo-se respectivamente às candidaturas Serra, Ciro, e Lula (PT).

?Qual oposição vai para o segundo turno? Porque corremos o risco de termos uma disputa entre o plano A e o B do governo Fernando Henrique Cardoso?, complementa, ao lembrar os rumores políticos de que o atual presidente da República apoiaria o petista em uma eventual disputa com Ciro, no segundo turno.

Herrmann se reúne hoje, em Brasília, com o representante da Organização das Nações Unidas (ONU) no Brasil, o equatoriano Walter Franco, quando solicitará pessoalmente a presença de observadores internacionais para acompanhar a eleição brasileira.