Falsas mensagens eletrônicas utilizando o nome da Copel estão circulando pela internet, notificando pessoas quanto à existência de débitos em atraso com a companhia.

O caráter criminoso e fraudulento da iniciativa é evidente, já que muitos dos destinatários da mensagem que entraram em contato com a Copel questionando a razão da cobrança sequer têm domicílio no Paraná. Além dos diversos erros gramaticais e de digitação, outro detalhe que chama a atenção no falso comunicado é o elevado valor da ?dívida? escolhido pelo autor: cerca de R$ 380 mil.

No intuito de resguardar o interesse da população e prevenir prejuízos decorrentes desse golpe, a Copel informa que não realiza nenhum tipo de cobrança por meio eletrônico nem envia arquivos anexados ou atalhos (links) para os seus consumidores. ?Recomendamos a quem receber pelo correio eletrônico qualquer mensagem suspeita, como essa que usa indevidamente o nome da Copel, que não abra nem execute qualquer arquivo anexado e não acesse nenhum atalho?, alerta Édison Fávaro, gerente da área de Arrecadação e Cobrança da estatal.

Vírus ? Além de utilizar criminosamente o nome da Copel para cobrar uma dívida que não existe, a mensagem, segundo Fávaro, pode ser portadora de arquivos ou atalhos que, quando abertos, executados ou acessados, contaminam o computador da pessoa. ?Existem vírus que, sem o usuário notar ou desconfiar, se instalam no equipamento e passam a permitir que estranhos tenham acesso a informações pessoais como dados de contas bancárias, cartões de crédito e senhas eletrônicas.?

A Copel orienta aos consumidores que, para consultar a existência de eventuais débitos em pendência ou obter mais informações a respeito da empresa, liguem para sua Central de Atendimento Telefônico: 0800 51 00 116. O serviço está disponível 24 horas por dia e as chamadas são gratuitas.