Foto: Ciciro Back
coxa130205.jpg

Jogadores do Coritiba comemoram o gol de Marciano, enquanto Paulo Campos assiste a tudo, desolado.

O Coritiba não tomou conhecimento da crise do Paraná e venceu o clássico regional por 3 a 1 neste domingo, no estádio Pinheirão, em Curitiba, e assumiu a liderança isolada do grupo A do Campeonato Paranaense, com 16 pontos. O Alviverde venceu com gols de Marciano aos 11 e 44 minutos do primeiro tempo e Ricardinho, aos 19 minutos da segunda etapa, com um gol olímpico. Renaldo, aos 14 do 2º tempo, de pênalti, descontou para o Paraná.

O Paraná entrou em campo pressionado pela crise instalada durante a semana, após as críticas do técnico Paulo Campos, que ainda corre o risco de ser dispensado, à qualidade do elenco. Mesmo assim, o time não mostrava volume de jogo.

Com melhor qualidade, o Coritiba abriu o placar com Marciano, aos 11 minutos de jogo, que completou um passe de Ricardinho pela esquerda. O mesmo atacante ainda ampliou aos 44, após um passe de Capixaba, que o deixou na frente do gol.

No segundo tempo, o Paraná melhorou um pouco, e o gol de pênalti de Renaldo, aos 14 minutos, deu a falsa impressão de reação. Aos 19, Ricardinho cobrou um escanteio rasteiro, e a bola ainda bateu na perna de Axel antes de entrar. Depois disso, o Alviverde dominou totalmente o jogo e poderia ter ampliado. Aos 32, o zagueiro João Paulo torceu o tornozelo e o Paraná ficou com dez homens, pois o técnico já havia feito as três substituições.

Segundo o técnico Antônio Lopes, o resultado foi merecido pelo o que sua equipe mostrou em campo. "As jogadas de gol foram ensaiadas durante a semana, e os jogadores estão de parabéns pelo que fizeram dentro de campo", disse.

A sétima rodada teve os jogos: Roma 1 x 0 Rio Branco, Eng. Beltrão 1 x 1 União Bandeirantes, Cianorte 2 x 0 Adap, Francisco Beltrão 2 x 0 Paranavaí e Malutrom 1 x 0 Império. No sábado, o Iraty venceu o Londrina por 2 a 0.

Atlético

Jogando com uma equipe reserva, o Atlético perdeu para o Nacional, em Rolândia, por 1 a 0, mas manteve a liderança do grupo B, com 14 pontos. A equipe principal viajou para Bogotá, na Colômbia, onde enfrentará o Independiente, em Medellín, na sua estréia na Copa Libertadores da América.

O zagueiro Baloy e o lateral-esquerdo Marin devem estrear no time principal. Apesar da falta de entrosamento na equipe titular, o volante Cocito, que se recupera de uma lesão muscular, acredita em uma boa estréia. "Estamos com o objetivo fixo, da Libertadores, e vamos mostrar isso em campo", disse.