Coritiba e Internacional saíram decepcionados de campo após a vitória do time curitibano por 1 a 0 neste domingo. A equipe da casa, apesar da vitória, caiu para a Série B do Campeonato Brasileiro, enquanto o time gaúcho encerrou o sonho do título Brasileiro, pois precisava vencer por goleada. O único gol da partida foi marcado por Alcimar, de pênalti, aos 3 minutos de jogo.

Apesar disso, os atletas do Inter voltaram a campo após a partida e comemoraram o título junto com a torcida. A diretoria do Inter garantiu que nessa segunda-feira vai acionar seu departamento jurídico e brigar pelo campeonato nos tribunais.

Em campo

A partida começou em alta velocidade e logo no primeiro minuto Caio foi derrubado na área por Elder Granja. Apesar das reclamações, o árbitro marcou pênalti e, aos 3 minutos, Alcimar cobrou sem chance de defesa para o goleiro André. O gol deixou a partida mais quente e o Coritiba se aproveitou dos contra-ataques. Aos 20 minutos teve outra chance para ampliar, mas Renaldo chutou mal e o goleiro espalmou, no rebote Caio marcou mas o bandeira já havia marcado impedimento.

A partir daí só deu Internacional. Precisando vencer para ter alguma chance de conquistar o título, o Colorado foi para cima do Coritiba. Aos 22, Rentería chutou uma bola na trave com Douglas praticamente batido.

Em seguida em um novo ataque Elder Granja chutou de longe e obrigou Douglas a uma difícil defesa. Após os 40 minutos o Inter teve uma seqüências de três escanteios, mas a zaga paranaense soube afastar o perigo. No final da primeira etapa Rafael Sóbis reclamava do pênalti marcado. "O pênalti foi muito suspeito", disse.

O Inter voltou para o segundo tempo mais acuado, o Coritiba um pouco mais determinado em campo. O time da casa, empurrado pela torcida, não dava sossego para o goleiro André e, em rápidos ataques com Renaldo, Alcimar e depois Capixaba teve chances para ampliar.

O time gaúcho foi acordo pela torcida e voltou a encurralar o alviverde em seu campo. Gustavo e Rafael Sóbis, duas vezes, quase empataram o jogo, mas o goleiro Douglas fez três difíceis defesas.

No final da partida, o técnico Muricy Ramalho desceu para o vestiário confiante em uma possível reversão no campeonato. "Se existe algum tipo de justiça nesse País, o Inter será o campeão brasileiro".

Pelo outro lado, o técnico Márcio Araújo lamentou o rebaixamento. "Vamos olhar para a frente e fazer o nosso trabalho de cabeça erguida. Infelizmente o empate com o São Caetano foi determinante para o nosso rebaixamento".

Coritiba cai por erros administrativos

Novo integrante da Série B do Brasileiro, o Coritiba protagonizou uma das campanhas mais equivocadas dos últimos anos. Privilegiou o lado administrativo, quitou dívidas, garantiu a posse de bens, mas deixou o futebol de lado. Colherá prejuízos técnicos e financeiros. E ainda verá os rivais ? Atlético e Paraná ? na Sul-Americana. O clube apostou em jogadores do interior do Estado. "Pangarés", segundo expressão cunhada pelo presidente Giovani Gionédis.

Quando tentou se corrigir, buscou o experiente atacante Renaldo, que estava no Paraná Clube. O jogador não brilhou. Na busca de caixa, o Coritiba ainda perdeu para o exterior promessas como o lateral Rafinha e o zagueiro Miranda.

A torcida, apesar da boa média em casa, pode estar se questionando. Não perdoou o técnico Antônio Lopes por ter perdido o Campeonato Paranaense e, posteriormente, pela desclassificação na Copa do Brasil.

Pediu sua cabeça após a segunda rodada. Contra a vontade Gionédis o dispensou. Os torcedores viram-no, então, brilhar na campanha do Atlético Paranaense na Libertadores e na recuperação no Brasileiro. E poderão vê-lo campeão. Cuca ficou por 29 rodadas e entregou o time em queda. Antônio Lopes Júnior não conseguiu segurar e Márcio Araújo muito menos.

Para o próximo ano, além do rebaixamento técnico, ficam comprometidos os investimentos, incluindo a complementação do terceiro anel do estádio. Afinal, de cara perde R$ 5 milhões (50%) na cota de televisão.

Parcerias e patrocínios devem seguir o mesmo rumo. Uma eficiente redução da dívida nos últimos anos, que baixou de R$ 50 milhões para R$ 25 milhões, também fica comprometida. Tudo deve estourar no dia 5, quando acontecem as eleições. Com bate-chapa.

Inter dá a volta olímpica em Curitiba

Mesmo derrotado pelo Coritiba por 1 a 0, neste domingo, em Curitiba, os jogadores do Internacional comemoraram e deram a volta olímpica no estádio Couto Pereira. Isso porque o time gaúcho acredita que, com a derrota do Corinthians para o Goiás por 3 a 2, o título do Campeonato Brasileiro tem que ir para Porto Alegre.

Ao final da rodada, o Internacional ficou três pontos atrás do Corinthians (81 a 78) e com a disputa nas justiças desportiva e comum, em que a equipe paulista pode perder os quatro pontos conquistados em dois jogos remarcados por causa do escândalo da arbitragem, o time do Rio Grande do Sul entende que é o "campeão brasileiro" de 2005.

FICHA TÉCNICA

CORITIBA 1 X 0 INTERNACIONAL

GOL – Alcimar, de pênalti, aos 3 minutos do primeiro tempo.

CORITIBA – Douglas; Rodrigo Batata, Ânderson, Nascimento e Ricardinho; Felipe, Capixaba, Jackson e Caio; Renaldo (Tiato) e Alcimar (Humberto). Técnico: Márcio Araújo

INTERNACIONAL – André; Elder Granja, Bolivar, Vinicius e Jorge Wagner; Edinho, Tinga, Ricardinho (Márcio Mossoró) e Rentería (Gustavo); Fernandão e Rafael Sóbis. Técnico; Muricy Ramalho.