O Corpo de Bombeiros alerta para um novo tipo de golpe. Bandidos fingem fazer parte da corporação para fazer contatos com familiares de supostas vítimas de acidente de trânsito. De acordo com o tenente Leonardo Mendes dos Santos, relações públicas do Corpo de Bombeiros, esses acidentes, na maioria das vezes, não aconteceram. ?São simulados por criminosos que se passam por integrantes do Corpo de Bombeiro, no caso do Siate, e que fazem os contatos para levantamento de informações de suas futuras vítimas?, avisou.

O tenente disse que o Corpo de Bombeiros tem recebido vários telefonemas em que parentes buscam informações sobre ocorrências atendidas pelo Siate (Sistema Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergências). Leonardo ressalta que, quando os socorristas atendem algum acidente, o Corpo de Bombeiros não telefona para a família das vítimas. ?As informações a respeito de acidentes são repassadas aos parentes das vítimas pelo setor de assistência social dos hospitais para os quais os feridos são encaminhados?, destacou.

O alerta, segundo o tenente, tem o objetivo de evitar que as vítimas do golpe, pegas desprevenidas, passem informações por telefone a respeito do familiar supostamente acidentado, ficando a pessoa sujeita, por exemplo, a seqüestros relâmpagos. ?Quem receber alguma ligação de pessoas pedindo informações deve entrar em contato com o familiar e também com o Corpo de Bombeiros, através do telefone de emergência 193, para confirmar se existe mesmo a ocorrência. ?Orientamos que não seja passada nenhuma informação pessoal ou do cotidiano de parentes?, pediu Leonardo.