Interrompendo uma sequência de quatro quedas, o dólar comercial fechou hoje em alta de 0,28%, a R$ 2,826 –praticamente a cotação mínima do dia. A modesta alta da moeda norte-americana acontece apesar das medidas anunciadas anteontem pelo Banco Central, que facilitam a exposição dos bancos ao risco cambial.

Importadores fazendo caixa para saldar compromissos lá fora e bancos em busca de lucros destacaram-se na compra. As empresas aproveitam o preço relativamente baixo da moeda norte-americana para pagar suas dívidas, e as instituições financeiras que venderam dólares quando as cotações estavam mais elevadas recompram-nos por menor valor. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)