A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da Compra de Votos aprovou nesta manhã requerimento para acareação de Marcos Valério Fernandes de Souza com a diretora financeira da agência SMP&B, Simone Vasconcelos, o assessor do PP, João Cláudio Genu, o presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, o ex-tesoureiro do PTB, Emerson Palmieri, o ex-tesoureiro do PL, Jacinto Lamas, o ex-diretor financeiro do Ministério dos Transportes, José Luiz Alves e o ex-presidente da Casa da Moeda, Manoel Severino dos Santos.

De acordo com o autor do requerimento, deputado Ibahim Abi-Akel (PP-MG), a acareação é importante para definir qual das listas de recebedores das contas de Marcos Valério é verdadeira. "Quem entregou nos valores em dinheiro diz que entregou tal quantia. Quem recebeu, diz que recebeu, mas as quantias não batem", disse. Tanto Marcos Valério quanto Simone Vasconcelos apresentaram à CPI listas diferentes de sacadores das contas do publicitário no Banco Rural.

A comissão se reúne para apreciar e votar mais de 200 requerimentos. Ainda hoje, os parlamentares devem ouvir José Luiz Alves, que foi diretor financeiro do Ministério dos Transportes na gestão de Anderson Adauto. Ele aparece na lista de beneficiários dos recursos repassados pelo empresário Marcos Valério.