A escolha do novo vice-presidente da CPI do Mensalão foi adiada para a próxima terça-feira.

De acordo com o relator da comissão, deputado Ibrahim Abi-Ackel (PP-MG), o adiamento foi decidido para que se tente chegar a um consenso quanto ao nome do sucessor do deputado Paulo Pimenta (PT-RS), que renunciou ao cargo por ter pego carona no carro do empresário Marcos Valério, na semana passada, logo após o depoimento do publicitário na comissão.

Na avaliação de Abi-ackel, o cargo deve continuar com o PT. "O cargo pertence ao PT e a princípio acho que deve permanecer com eles", argumentou, complementando que esse é um ponto de vista pessoal. Alguns parlamentares da oposição, como a deputada Zulai ê Cobra (PSDB-SP) acreditam que o bloco oposicionista deve ser contemplado com um posto chave da CPI. O PT já indicou para o cargo o deputado Devanir Ribeiro (PT-SP).