Brasília ? O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) defendeu que o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, seja convidado e não convocado para prestar esclarecimentos à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Bingos. Para Suplicy, seria um procedimento de respeito ao ministro. "Quando o PT estava na oposição, era o que se fazia", disse.

O presidente da comissão, senador Efraim Moraes (PFL-PB) destacou que a única proposta que recebeu para por em votação é um requerimento do senador Geraldo Mesquita Júnior (sem partido – AC). O requerimento será votado depois que os parlamentares ouvirem Paulo Okamoto, presidente do Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresas (Sebrae). Ele vai prestar esclarecimento sobre a quitação de um suposto empréstimo que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria feito no PT.