O doleiro Antônio Oliveira Claramunt, o Toninho Barcelona, depõe amanhã (20) na Comissão Parlamentar de Inquérito dos Bingos. Integrantes das CPIs Mistas dos Correios e da Compra de Votos devem acompanhar o depoimento.

No mês passado, integrantes da CPI dos Correios ouviram Toninho da Barcelona em uma sessão reservada em São Paulo. Na ocasião, o doleiro disse ter feito troca de dólares para o ex-tesoureiro do PT, Delúbio Soares, para o ex-ministro da Casa Civil, deputado José Dirceu (PT-SP), para o deputado José Mentor (PT-SP) e para o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos. Barcelona não apresentou provas para comprovar as afirmações.

Barcelona está preso desde agosto de 2004, em Avaré (SP), por remessa ilegal de dinheiro para o exterior. Estima-se que tenha movimentado, em apenas uma de suas contas, mais de US$ 190 milhões. O doleiro vem a Brasília escoltado pela Polícia Federal.

E na quarta-feira (21), a CPI dos Bingos ouve Jorge Luiz Dias, ex-funcionário da Loterj. À comissão, a deputada estadual Cidinha Campos (PDT-RJ) disse que ele era testemunha da arrecadação ilegal das casas de jogos no Rio de Janeiro repassada a Waldomiro Diniz, quando era presidente da Loterj. No mesmo dia, os senadores ouvem o ex-deputado federal Carlos Alberto Rodrigues, conhecido como bispo Rodrigues. O ex-parlamentar renunciou ao cargo após ser citado no relatório das CPIs dos Correios e da Compra de Votos que listou 18 parlamentares envolvidos em denúncias de recebimento de dinheiro ilícito. Segundo Cidinha Campos, Rodrigues estava envolvido em esquema de arrecadação ilegal de verbas que seriam usadas em campanhas políticas, além de participar de desvio de verbas públicas para interesses privados.

Na quinta-feira (22), a CPI dos Bingos ouve o deputado federal Luiz Eduardo Greenhalgh (PT-SP).O senador Tião Viana (PT-AC), que apresentou o requerimento de convocação de Greenhalgh, disse que ao ouvir o deputado será possível esclarecer a atuação do parlamentar e suas conclusões na apuração dos fatos relacionados ao seqüestro e assassinato do prefeito de Santo André (SP) Celso Daniel.