A subprocuradora-geral da República, Cláudia Marques, e a procuradora da República no Distrito Federal, Raquel Branquinho, estiveram, nesta segunda-feira, no Congresso Nacional para uma reunião com integrantes da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios. Elas receberam dos parlamentares documentos que, juntos, formam uma relação dos empréstimos dados ou avalizados pelo empresário Marcos Valério.

Também foi acertada a realização de um trabalho conjunto envolvendo CPMI, Ministério Público e Ministério da Justiça para mapear as contas no exterior utilizadas no possível esquema de financiamento ilegal de campanha. "Há uma movimentação muito grande de dinheiro, inclusive no exterior", conta a subprocuradora-geral da República, Cláudia Marques. "Tudo é muito difícil neste trabalho. O que tentamos fazer é uma avaliação maior dessa avalanche de informações."

Para o deputado Carlos Sampaio (PMDB-SP), a união de forças para mapear as contas no exterior ajudará a entender como era abastecido o "sistema de corrupção no país". "Se pudermos apurar conjuntamente, trocando provas e fazendo uma análise contábil única, diminuiremos o risco de perder tempo com provas e documentos muitas vezes conflitantes", defende Sampaio.