O presidente da CPI dos Sanguessugas, deputado Antônio Carlos Biscaia (PT-RJ), anunciou hoje que mais quatro deputados serão incluídos na lista de suspeitos a serem investigados de participar do esquema de fraudes na compra de ambulâncias com verbas dos Orçamento. Com as novas quatro notificações que serão feitas, sobe para 94 o número de parlamentares investigados.

Os novos investigados são: Aroldo Cedraz (PFL-BA), Arolde de Oliveira (PFL-RJ), João Almeida (PSDB-BA) e Márcio Reinaldo Moreira (PP-MG). Os três primeiros são da oposição e o último da base do governo. Até a semana passada, a CPI havia enviado 57 notificações a parlamentares que já estão sendo investigados pelo Ministério Público. Biscaia disse que decidiu incluir entre os suspeitos os nomes da lista da Advocacia Geral da União.

Na segunda-feira, cada integrante da CPI que concedia entrevista dava um número diferente de parlamentares envolvidos. No dia seguinte, Biscaia anunciou que mais 33 seriam notificados e ampliou hoje a lista de suspeitos com mais quatro nomes.