Foi adiada para a próxima semana a vinda ao Paraná da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que está investigando a evasão de divisas do Brasil para o Exterior, através das chamadas contas CC-5, conhecida como CPI do Banestado.

Deveria ser hoje o depoimento do doleiro Alberto Youssef, denunciado pelo Ministério Público Federal de sonegar mais de US$ 33 milhões em impostos, entre os anos de 1996 e 1999. O doleiro é suspeito, também, de lavagem de dinheiro.