Os documentos apreendidos, nesta quinta-feira, pela Polícia Federal, nas residências de Geíza Dias e Simone Vasconcellos, funcionárias da agência de publicidade SMP&B, do empresário Marcos Valério, serão encaminhados à Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Correios. A informação é da Polícia Federal.

Durante a operação de busca e apreensão, foram apreendidos computadores, novas agendas, balancetes e notas fiscais. A operação incluiu também as duas empresas de Marcos Valério, a SMP&B e a DNA, em Belo Horizonte, a pedido do Supremo Tribunal Federal (STF).

As diligências da Polícia Federal foram pedidas pela CPI na semana passada.