As operações de crédito do sistema financeiro tiveram, em setembro ante agosto, uma expansão de 1,3%, de acordo com dados divulgados esta manhã pelo Departamento Econômico do Banco Central. Com a variação, o saldo dos empréstimos bancários aumentou dos R$ 674,296 bilhões para R$ 682,873 bilhões. Na comparação com o PIB, o crédito do sistema bancário aumentou em setembro ante agosto de 32,8% para 33%. No ano, o crédito bancário acumula alta de 12,5%. Em 12 meses até setembro, o crescimento está em 21%. Em agosto, o crescimento do crédito havia ficado em 0,8%.

A taxa média de juros do crédito livre de direcionamento obrigatório caiu em setembro ante agosto 0,4 ponto porcentual. Com a queda, a taxa média passou de 41,9% para 41,5% ao ano. No ano, a taxa média de juros do crédito livre está com uma queda acumulada 4,4 pontos porcentuais.

Nas operações com pessoas físicas, a taxa média de juro teve em setembro ante agosto queda de 0,1 ponto porcentual, oscilando de 53,9% para 53,8% ao ano. No acumulado do ano, a taxa média de juro nas operações com pessoas físicas têm queda acumulada de 5 5 pontos porcentuais. Nas operações com pessoas jurídicas, a taxa média apresentou recuo de 0,6 ponto porcentual. Com isto, a taxa média dessas operações passou de 27,9% para 27,3% ao ano. No acumulado deste ano, a taxa média de juros dos empréstimos para pessoas jurídicas acumula queda de 4,4 pontos porcentuais.