Nem mesmo sendo empurrado por sua torcida, o Criciúma não conseguiu vencer. Ficou no empate por três gols com o Coritiba, neste domingo à tarde, no Estádio Heriberto Hülse, em Criciúma (SC). Como o Atlético-PR não venceu o Botafogo, o time catarinense retorna Segunda Divisão, uma situação que o clube já passou em 1997.

O Criciúma começou a partida demonstrando que buscaria o resultado que precisava, fazendo o "dever de casa". O time até saiu na frente do marcador, com Vagner Carioca escorando cobrança de falta feita por Paulo César. O Coritiba, a partir daí, passou a dominar a partida e empatou aos 31, com o zagueiro Miranda, de cabeça, interceptando cruzamento perfeito de Ricardinho na pequena área.

No segundo tempo Vagner Carioca voltou a marcar, fazendo 2 a 1. Guilherme que acabara de entrar no Coritiba, em escanteio empatou novamente a partida e aos 39 minutos, Reginaldo Vital, que estava em campo há pouco mais de dois minutos, virou o marcador.

Boa parte da torcida não viu o belo gol de Saulo, aos 46 minutos, empatando a partida, pois já haviam deixado o estádio logo após o terceiro gol do time dirigido por Antônio Lopes. Agora, resta ao Criciúma trabalhar no ano que vem para tentar voltar à divisão principal.