A Prefeitura de Curitiba estima que a prova do Campeonato Mundial de Turismo 2006 (World Touring Car Championship ? WTCC/FIA) vai gerar uma receita de aproximadamente R$ 6 milhões para o setor turístico. O evento, que acontece nos dias 1º e 2 de julho, trará à cidade 1.500 pessoas envolvidas com a organização ?   entre montadoras, equipes e jornalistas internacionais ?, além de turistas que acompanham o FIA WTCC.

?Este é um dos mais importantes eventos da Federação Internacional de Automobilismo, fica apenas atrás da Fórmula 1. As corridas do WTCC serão exibidas pela televisão em 140 países e levarão para o mundo a imagem de uma cidade moderna e preparada para receber importantes eventos mundiais?, diz o prefeito de Curitiba, Beto Richa.

Recentemente, a Prefeitura de Curitiba recebeu as conferências internacionais de biossegurança e biodiversidade organizadas pelas Nações Unidas. Segundo Richa, eventos internacionais de grande porte atraem turistas, que movimentam a economia local, em especial os setores de hotelaria e restaurantes.

O diretor-geral do Campeonato Mundial de Automobilismo, categoria Turismo – WTCC (World Touring Car Championship), Marcelo Lotti, disse que na escolha de Curitiba pesou o fato de ser uma cidade com boa qualidade de vida e seu perfil econômico, principalmente pelas indústrias instaladas na Região Metropolitana ligadas ao setor automotivo. ?A FIA, as montadoras e a prefeitura trabalham para o êxito da prova?, disse Lotti.

 Para garantir que não haja imprevistos, a Prefeitura de Curitiba dará apoio na recepção às equipes e  também haverá um dispositivo especial para a sua movimentação dentro da cidade.

Um dos eventos programados é a tarde de autógrafos com os pilotos, que será realizada no dia 29 de junho na Rua XV de Novembro. Os carros também serão exibidos na Boca Maldita, espécie de tribuna livre que reúne os cidadãos curitibanos em torno do tradicional cafezinho.

Outra ação será na área social. A Prefeitura levará ao treino de sábado três mil alunos de escolas municipais e da Fundação de Ação Social (FAS), instituição responsável pela política social do município.  ?Curitiba mostrará que é capaz de acolher o FIA WTCC como a cidade italiana de Monza ou qualquer outra cidade européia, mostrando todo o seu potencial turístico e de desenvolvimento econômico?, disse Beto Richa.