Chuniti Kawamura / GPP
Chuniti Kawamura / GPP

O prefeito Beto Richa lançou, hoje,
a pedra fundamental para
construção da obra.

O prefeito Beto Richa lançou nesta quarta-feira (28) a pedra fundamental para construção em Curitiba do primeiro Mercado Permanente de Produtos Orgânicos do país. O lançamento aconteceu dentro do Cenário Orgânico, evento que comemora a Semana Nacional dos Alimentos Orgânicos, ao lado do Mercado Municipal. Durante o evento, Richa também assinou contratos para capacitação de pequenos agricultores de diversas regiões do Paraná ligados à produção orgânica.

"O centro de comercialização de orgânicos é uma grande conquista para a saúde e a qualidade de vida das famílias curitibanas. A função desta iniciativa parceira é ajudar a organizar a produção de famílias de agricultores do Estado, principalmente da região metropolitana, preservar os mananciais e disponibilizar para a sociedade alimentos mais saudáveis, livres de agroquímicos", afirmou o prefeito.

O Mercado de Orgânicos será construído pela Prefeitura em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário. Na obra serão investidos R$ 3,2 milhões. A prefeitura aguarda a liberação da Caixa Econômica Federal para iniciar a licitação. A previsão é inaugurar o novo espaço no fim do ano. Segundo o secretário municipal de Abastecimento, Norberto Ortigara, 70% do espaço do mercado será destinado a empreendedores e 30%, para a instalação de incubadora de agrocultura familiar. "A idéia é transformar o local em um centro de refrência de produção orgânica", disse Ortigara.

O Mercado de Orgânicos funcionará na rua da Paz, em um prédio integrado ao Mercado Municipal, para que o público possa circular entre os dois espaços. O mercado terá dois pisos e estacionamento, num total de 3.700 metros quadrados de área construída. "O objetivo desta política de parceria é garantir uma produção sustentável, que ajude a preservar os mananciais, a fixar o homem no campo e a gerar alimentos saudáveis", disse o Secretário Nacional de Agricultura Familiar, Valter Bianchini, que acompanhou o lançamento.

O local terá 21 lojas de produtos e praça de alimentação exclusivamente orgânica. O segundo piso terá uma cozinha experimental e uma sala de eventos, que poderão ser utisados para lançamentos de produtos e cursos de empreendedorismo.

A produção orgânica no Paraná envolve diretamente 4.138 pequenos agricultores que produzem, por ano, 76 mil toneladas de alimentos livres de agrotóxicos. Só na Região Metropolitana, 700 famílias tiram o sustento da produção agroecológica e respondem por 20% da produção do estado.

Meio Ambiente

Mais de 50% dos municípios que compõem a região metropolitana de Curitiba estão inseridos em alguma categoria de proteção ambiental e, portanto, sofrem restrições legais para produção convencional. A agricultura orgânica foi uma das soluções encontradas por muitos produtores de continuar trabalhando no campo, e assim manter a vocação agrícola da região.

Também participaram do lançamento o vice-prefeito Luciano Ducci, o secretário estadual de Agricultura, Nilton Ribas, e o presidente da Federação de Agricultura do Paraná (FAEP), Ágide Meneguette.

Orgânicos em números

Nos últimos seis anos, o mercado de orgânicos no mundo saltou de U$ 10 bilhões para US$ 25 bilhões em movimentação financeira. No Brasil, no mesmo período, os negócios envolvendo produtos orgânicos passaram de U$ 50 milhões para U$ 300 milhões, e a produção nacional passou de 40 mil toneladas por ano para 300 mil toneladas.
Fonte: FGV