Um grupo de aproximadamente 400 famílias integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) invadiu uma área de 1,8 hectares no bairro do Tatuquara, em Curitiba, na madrugada deste sábado (11). A entrada no terreno e a construção dos barracos foram acompanhadas pela Polícia Militar. Não houve confusão. A área fica na Estrada Delegado Bruno de Almeida 2300.

+ Leia mais: Previsão de geada exige cuidado com hortas caseiras e pequenas plantações

O MTST publicou uma nota em seu perfil no Facebook. “Curitiba é a capital do país que destinou cerca de 0,25% do seu Orçamento Público para o setor de habitação e a crise de moradia só se agravou na pandemia. A ocupação ocorreu em um terreno completamente abandonado desde a década 1980 e que estava sem cumprir a função social. Em meio ao descaso o povo se organiza para lutar por seus direitos”, diz o texto.

O terreno é de prioridade da Construtura Piemonte, que pediu logo nas primeiras horas da manhã a reintegração de posse e a desocupação da área. O prazo para saída dos invasores é de 24 horas.

Resposta da empresa

“Em relação a invasão da propriedade na Estrada Delegado Bruno de Almeida 2300 no Bairro Campo do Santana na manhã do sábado 11 de junho de 2022, a Incorporadora e Construtora Piemonte informa que é a legítima proprietária do terreno e permanece com seus direitos resguardados sobre a propriedade.

+ Leia também: Obras da Sanepar vão deixar bairros populosos de Curitiba sem água

Salientamos ainda, que no momento da invasão, o terreno se encontrava devidamente cercado e com identificação de propriedade particular.

Outrossim, informamos que já foram tomadas as ações necessárias e aguardamos a decisão judicial para que a reintegração seja realizada de forma organizada e pacífica, garantindo a segurança de todos os presentes e a ordem pública”.

Whatsapp da Tribuna do Paraná
RECEBA NOTÍCIAS NO SEU WHATSAPP!
Receba as notícias do seu bairro e do seu time pelo WhatsApp.