Uma frota de aproximadamente 5 mil veículos particulares com corridas de 5% a 10% mais baratas do que a concorrência. É o que promete o aplicativo 99POP, da empresa 99 (antiga 99Taxis), que já opera no país inteiro com táxis e que segunda-feira (4) passa a credenciar motoristas particulares para trabalhar em Curitiba, a sétima cidade a operar no sistema. A previsão é de que o aplicativo opere na cidade na segunda quinzena de setembro.

O diferencial do 99POP será a oportunidade de o passageiro escolher entre o serviço de táxi ou um carro particular no mesmo aplicativo — por enquanto, as plataformas serão separadas (99POP para Android e iOS), mas a previsão é de que entre outubro e novembro as duas categorias passem a funcionar no mesmo app. O novo serviço funciona nos moldes da Uber e da Cabify, ambas já presentes em Curitiba

Outra novidade do sistema é que o aplicativo da 99 já vai operar nos parâmetros da regulamentação de aplicativos assinada pelo prefeito Rafael Greca (PMN) mês passado. “Esse foi um dos motivos de a gente vir para Curitiba, além do próprio potencial econômico da cidade”, enfatiza o gerente de relações públicas da 99, Ricardo Kauffman.

No caso dos passageiros que optarem por corridas de táxi, os preços também serão menores do que a tabela da Urbs, a empresa que opera o transporte público de Curitiba. Kauffman explica que os taxistas terão a opção de dar desconto de até 30% nas corridas. O percentual vai depender da oferta e demanda do momento em que o táxi for chamado. “O sistema vai escolher qual vai ser o percentual do desconto, que o motorista pode acatar ou não. Quanto menor for o movimento de táxi, maior vai ser o desconto, chegando ao topo de 30%. E quando maior for a procura, o sistema vai diminuindo o percentual de desconto”, explica Kaufman.

Segurança

Para garantir a segurança dos motoristas de carros particulares, o 99 Pop permitirá que o próprio condutor escolha se vai receber o pagamento da corrida em dinheiro vivo ou não. “A gente sabe que o maior problema de crimes relacionados a aplicativos de transporte é em relação a dinheiro. Portanto, o motorista poderá habilitar ou não essa forma de pagamento”, aponta o representante da 99.

Além disso, os motoristas poderão registrar via telefone 0800 do aplicativo cada assalto ou tentativa de assalto com o respectivo número do passageiro que solicitou a corrida. “O intuito é bloquear o usuário que se fingir de passageiro para praticar crime, dando mais segurança ao motorista”, afirma Kaufman.

Essas informações também serão usadas para mapear as áreas mais perigosas para os motoristas do aplicativo. Cada vez que ele entrar em um bairro que tenha muitas ocorrências, receberá um alerta, com o qual poderá escolher se realmente irá embarcar passageiros naquela região ou até mesmo se vai aceitar corridas com dinheiro.

A intenção é também trocar essas informações com os órgãos de segurança pública.