A prefeitura de Curitiba interrompeu, na manhã desta sexta-feira (19), a vacinação de idosos por falta de doses. A Secretaria Municipal da Saúde segue com o calendário de aplicação da segunda dose, que estão garantidas para quem já tomou a primeira dose. Foram aplicadas 65.250 doses e não há informações sobre quando novas doses devem chegar.

Segundo Beatriz Battistella Nadas, superintendente executiva da secretaria, a prefeitura aguarda novas doses provenientes do Ministério da Saúde para dar continuidade ao processo de vacinação dos grupos prioritários.

+Leia mais! Paraná terá 2,4 milhões de doses de dois tipos de vacinas contra covid-19 até março

Ao meio dia, 11 pontos fixos de vacinação e três drive-thrus pararam de atender as pessoas que buscavam a imunização. Pela programação, nesta sexta-feira, a vacinação é de pessoas com 85 anos ou mais. O cronograma será retomado assim que mais vacinas sejam enviadas à cidade. 

Contas não bateram?

A superintendente explicou que existe uma estimativa populacional, uma população cadastrada, mas existe em Curitiba um numero maior de pessoas fora destas duas características. “A gente lamenta muito a interrupção do processo de vacinação e é um momento triste para nós. Temos um movimento grande com relação à pressão por mais doses para então possamos continuar a vacinar a população que tanto precisa e que tem direito”, disse Beatriz em entrevista ao Meio Dia Paraná.

Quando vem mais vacina pra Curitiba?

Segundo ela, não há data definidas para que isso aconteça, mas estão em andamento reuniões da Frente Nacional dos Prefeitos com o Ministério da Saúde. “As informações que chegam para nós é que as as doses deverão chegar na metade de março em diante. Não sabemos quando vai chegar nem quantas doses vão chegar. Aguardamos com grande preocupações e estamos de mãos amarradas”, disse.

Veja o cronograma de recebimento de novas doses no Paraná