O carro de William de Souza Martins, 22 anos, assassinado na noite de segunda-feira, no Contorno Norte, Butiatuvinha, foi encontrado em chamas, poucas horas depois do crime, na via marginal do Contorno Sul, nas Moradias Caiuá, Cidade Industrial.

O rapaz foi sequestrado na Vila Nossa Senhora da Luz, quando saía de casa para pescar. William foi levado até o Contorne Norte, onde foi morto com três tiros. O carro foi encontrado por volta de 2h.

A mãe de William esteve no local onde a Saveiro foi incendiada e, até então, não sabia que o filho havia morrido. Ao ser informada do assassinato, a mulher ficou desesperada.

Segundo apurado pela polícia, William foi ameaçado de morte no domingo passado, por um traficante conhecido como Robson, que atua região onde a vítima morava.

O bandidos acusava William de ter roubado um de seus comparsas, o que foi negado pela família do rapaz. A Delegacia de Homicídios investiga o crime.

Perseguição

O dono de uma borracharia, do Contorno Norte, contou, na noite de segunda-feira, que um carro novo, prata, semelhante a um Voyage, parou no acostamento a cerca de 300 metros do viaduto da Avenida Manoel Ribas, no Butiatuvinha. Em seguida, ele viu William correndo, como se tivesse descido do automóvel, e outro homem, armado, atrás dele. Nesse trajeto, o bandido deu cerca de 15 tiros contra a vítima.

A perseguição seguiu até o matagal atrás da borracharia, quando o rapaz foi alcançado e morto com os três tiros nas costas. O assassino voltou ao carro e fugiu pela rodovia, sentido Araucária. No local foram recolhidas cápsulas de projétil calibre 380.