Um acidente de carro que provocou a morte de dois irmãos na noite de sábado (27) fez com que o prefeito de Araucária, Hissam Hussein (Cidadania) decidisse neste domingo (28) acatar o decreto estadual que prevê medidas mais rígidas contra os crescentes casos da covid-19 no Paraná. No município da região metropolitana, o comércio funcionou normalmente no sábado e a cidade liberava o funcionamento de bares e casas noturnas. Hissam alegava que não estava seguindo a recomendação do estado por ter baixa mortalidade por coronavírus em Araucária.

LEIA TAMBÉM – Pandemia muda comércio em Curitiba. Compra em bairros ganha destaque e Centro desacelera

O novo decreto municipal entra em vigor nesta segunda-feira (1.º), com toque de recolher (20h às 5h), o fechamento do comércio não essencial, suspensão das aulas e o cancelamento das cirurgias eletivas (sem urgência). Na nota oficial da prefeitura, reforça que o Ministério Público do Paraná (MP-PR), orientou para a mudança. “A decisão do município é fruto de tratativas feitas com a Promotoria de Saúde de Araucária ao longo deste final de semana. Nessas conversas, o órgão do Ministério Público orientou esta municipalidade para que reavaliasse a decisão inicial de manter apenas restrições já estipuladas em decreto municipal”, diz a nota.

Ao anunciar o decreto estadual sexta-feira (26), o governador Ratinho Junior (PDS) solicitou que as cidades ajudassem a efetivar as medidas até para evitar o colapso no sistema de saúde. Vale reforçar que cada munícipio tem o poder de decidir sobre o funcionamento dos serviços. “Os prefeitos tomam a sua decisão conforme determina o STF. Mas pedi aos prefeitos uma unidade no cumprimento do decreto estadual. Não adianta ter uma cidade com restrição e outra cidade liberada, porque aí o vírus pode ir de uma cidade para outra. Agora, temos que pensar na floresta, não somente na árvore”, ressaltou o governador.

O acidente

Por volta das 22 horas, a caminhonete Fiat Strada em que estavam os irmãos de 45 e 40 anos, passava pela Rua Archelau de Almeida Torres, no bairro Costeira, quando foi atingida em cheio por um Fiat Palio em alta velocidade que descia a Rua Capivari. A suspeita é de que o Fiat Palio estivesse disputando racha.

Os três homens que estavam no Palio ficaram feridos e foram encaminhados ao hospital. O motorista e o passageiro do banco da frente estão em estado grave. Já o passageiro do banco traseiro teve ferimentos moderados. Os irmãos eram serralheiros e voltavam no trabalho. A Polícia Civil vai investigar o acidente.