Um acidente com uma kombi escolar irregular deixou quatro crianças feridas na tarde desta quinta-feira (23), no Ganchinho, em Curitiba. O veículo transportava nove estudantes, com idades entre 6 e 15 anos. O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 13h10. A kombi bateu contra uma árvore, entre as ruas João Miqueletto e Eduardo Pinto da Rocha.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Três vítimas, um menino de 6 anos e outro de 11 anos e uma menina de 7 anos, foram encaminhadas para o Hospital do Trabalhador com ferimentos leves a moderados. A menina foi a que mais se machucou. O familiar de uma das crianças, um menino de 11 anos, recusou o encaminhamento dele para o hospital.

Segundo a Polícia Militar (PM), o motorista alegou que o motivo do acidente foi a quebra da barra de direção, que o levou a bater na árvore. Ainda segundo as informações repassadas pelo motorista à PM, a kombi transportava os estudantes da escola para casa. A Rua João Miqueletto é uma das vias que dá acesso ao zoológico de Curitiba.

+ Leia mais: Caminhão usado em 11 de setembro em Nova York chega ao Paraná

As informações da PM são de que a carteira de habilitação do motorista está em situação regular, porém, na checagem de documentos houve a constatação de que o veículo não tem autorização da Urbs para realizar transporte escolar. As placas da kombi são de Campina Grande do Sul, na Grande Curitiba.

Nas ruas desde 2012

No local, o motorista acabou revelando à reportagem que transporta estudantes desde 2012 sem essa autorização da prefeitura de Curitiba. Ele alegou que só faltaria esse documento por questão burocrática, mas o veículo seria seguro e estaria em dia com os itens de segurança. Também disse que, no momento do acidente, as crianças usavam o cinto de segurança.

+ Leia também: Motorista acelera BMW e atropela assaltante que havia lhe roubado em Curitiba

A PM informou que faria a averiguação das informações dadas pelo motorista. Também explicou que aguardaria a chegada da fiscalização da Urbs para decidir o destino do veículo. A placa da kombi não apresentava outras irregularidades além da falta de autorização para transporte escolar.

As demais crianças que estavam na kombi seguiram para suas residências acompanhadas por familiares. O tráfego de veículos ficou em meia pista no local e deve permanecer assim até a remoção da kombi.

Irregular

Em nota, após o acidente envolvendo a kombi que fazia transporte irregular de crianças, a Urbs informou que “vai pedir às secretarias estadual e municipal de Educação que reforcem com os pais dos estudantes a necessidade de serem contratados os serviços de vans cadastradas”.

+ Leia mais: Empresário e contador são presos, suspeitos de aplicar golpe de R$ 2,1 milhões

Para saber se o veículo tem autorização para transportar passageiros, basta acessar o site da Urbs, que  disponibiliza a lista com os nomes e telefones de todos os motoristas regularizados.  A pesquisa está disponível por bairros.

Ainda de acordo com a Urbs, o transporte clandestino deve ser denunciado via Central 156. Nestas situações que envolvem crianças também deve ser acionado o Conselho Tutelar, que vai responsabilizar tanto o transportador quanto os responsáveis pelo transporte dos menores. Hoje, 864 veículos estão cadastrados regularmente para fazer transporte escolar em Curitiba

Caminhonete da Copel é roubada na Grande Curitiba, durante reparo na rede elétrica