Amarildo Feitosa da Silva, 57 anos, morreu num incêndio no porão de uma casa onde morava na Rua Aleixo Bettega, próximo ao cruzamento com a Rua Emile Zolá, no Lindoia, em Curitiba. Segundo vizinhos, o homem era acumulador e o incêndio atingiu os objetos que ele recolhia da rua.

Leia mais! Desvio improvisado acaba com ruas de bairro de Curitiba!

O incêndio começou por volta das 6h no porão da casa, que tem três pavimentos. As chamas tomaram conta do local onde Amarildo morava e os bombeiros tiveram até dificuldade de entrar, por conta da quantidade de material que o homem acumulava.

Veja também! Lotofácil sorteada em Curitiba sai para cinco apostas! Veja os números!

Depois de aproximadamente 30 minutos de o incêndio ter começado, as equipes conseguiram controlar o fogo. Os bombeiros já trabalhavam no rescaldo do estrago provocado pelo incêndio quando encontraram o corpo do homem.

Segundo os bombeiros, não foi possível precisar o que provocou o incêndio. Apesar disso, o fato de ter muitos objetos no local pode ter contribuído para que as chamas ficassem descontroladas.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

incendio

Alunos do CEP serão remanejados pra outras escolas por conta de mega restauração