Um afogamento chocou os moradores da rua Doutor Reynaldo Machado, no bairro Rebouças, na manhã deste sábado. A vítima, um capitão aposentado do Exército, de 84 anos, se afogou na piscina da sua residência, onde vivia com uma cunhada – também idosa. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o homem identificado como Irineu Manoel Caldeira Silva teria passado mal ao se inclinar para medir a acidez da água da piscina. Ao perceber que o aposentado havia caído e sem condições de auxiliá-lo devido à saúde mental debilitada, a cunhada de Irineu começou a gritar por socorro. Vizinhos, ao ouvirem os gritos, chegaram a pular o muro da casa para ajudar, mas já era tarde. Foram os próprios moradores da rua que acionaram o Corpo de Bombeiros.

De acordo com o neto da vítima, Marcelo Silva, o avô já apresentava saúde frágil há muito tempo. “Ele estava fraquinho. Apesar da água da piscina estar baixa, pra ele era muito difícil sair sozinho”, afirma.

Por volta das 8 horas da manhã a Polícia Militar chegou à residência, junto com os bombeiros. A família aguarda a chegada do IML para realização de perícia técnica.

Foto: Gerson Klaina.
Foto: Gerson Klaina.