Uma aglomeração de centenas de pessoas, a maioria jovens, fazendo festa na madrugada de sábado (2), na Avenida Atlântica, em Guaratuba, Litoral do Paraná, terminou com uma ação enérgica da Polícia Militar (PM-PR) para dispersar o evento com disparos de bala de borracha.

LEIA TAMBÉM – Praia paranaense tem festa de réveillon com aglomeração à beira-mar em plena pandemia

Por volta das 3h, denúncias de perturbação do sossego e aglomeração foram feitas por populares pelo aplicativo da PM e pelo 190, e equipes da Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone) chegaram ao local, na altura do número 560 da avenida, no Centro. Um vídeo mostra a ação da PM, em que pelo menos 250 pessoas estavam reunidas. Após a exceção no Ano Novo, o Paraná está de volta ao toque de recolher a partir das 23h.

Veja imagens da aglomeração

Segundo uma testemunha da ação, desde às 23h, as pessoas que estavam na avenida tocavam som alto, aceleravam carros e motos e consumiam bebida alcoólica, desrespeitando as medidas de segurança sanitária contra o coronavírus (covid-19).

A PM, ainda de acordo da testemunha, monitorava o evento e já havia passado com uma viatura várias vezes pelo local. Perto das 3h, quando a festa ainda não havia terminado, a testemunha disse que um vídeo da “bagunça” foi encaminhado pelo aplicativo da PM disponível para celular. 

Veja a ação da PM

A partir das denúncias, a testemunha contou que as equipes da Rone chegaram, se posicionaram e iniciaram os disparos do que parecia ser balas de borracha contra as pessoas aglomeradas. De imediato, as pessoas encerraram a festa e deixaram o local, que fica quase em frente à uma pousada. A PM ainda ficou estacionada com viaturas por um tempo na avenida, para evitar que as pessoas voltassem a se aglomerar.

Mais de 30 chamados, diz a PM

Procurada para mais detalhes sobre a ocorrência, Polícia Militar do Paraná informou que, depois das 2h30 da manhã, havia mais de 30 chamados de perturbação do sossego no local, no 190. A PM foi até lá e orientou os jovens a saírem e a desligarem o som. No entanto, como continuaram, a PM precisou dispersar os cerca de 250 jovens do local com munição não letal. Não houve feridos segundo a PM.