A Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu) fechou 13 pontos comerciais e dispersou mais de 2 mil pessoas no fim de semana em diversos bairros de Curitiba. As ações aconteceram entre a noite de sexta-feira (03) e a madrugada deste domingo (05), com aplicação de multa próxima a R$ 760 mil.

+Leia mais! E o tempo, como fica? Veja a previsão completa pra Curitiba e região

Entre sexta-feira (03) e sábado (04), sete pessoas foram abordadas em estabelecimentos com 15 autuações administrativas e mais de R$ 410 mil em multas pelos agentes municipais. Já entre sábado e domingo, as equipes fiscalizaram 11 pontos comerciais, dos quais sete acabaram fechados por irregularidades. A Aifu percorreu os bairros Alto da XV, Alto da Glória, Batel, Boqueirão, Centro, Ganchinho, Hauer, Hugo Lange, Santa Felicidade, São Francisco, Seminário e Taboão.

Em todos os espaços foram dispersadas 1.046 pessoas, sendo que dessas seis acabaram detidas e encaminhadas para a assinatura do Termo Circunstanciado, uma por infringir determinação do poder público destinado a impedir propagação de doença contagiosa e cinco por perturbação do sossego. Ainda segundo o relatório da Aifu, quatro bares acabaram multados e fechados na região do Largo da Ordem, na Rua Trajano Reis, por não respeitarem o distanciamento mínimo entre as pessoas no interior dos estabelecimentos. Apenas nessa região cerca de 400 pessoas foram dispersadas e as multas aplicadas somaram R$ 180 mil.

+Leia mais! Longe de guarda-vidas, homem morre afogado no litoral do Paraná

Já em um bar no bairro Batel foram localizadas cerca de 300 pessoas, todas aglomeradas e em pé, o que infringe decreto municipal. O estabelecimento foi multado em R$ 100 mil pelo município e o responsável foi encaminhado para assinatura do Termo Circunstanciado. 

Web Stories

Pega Pega

Treta! Nelito dá um soco em Julio por causa de Cíntia

Você sabia?

Cinco curiosidades sobre Curitiba que nem o curitibano raiz sabe!

Gigante!!

Nova Havan será quatro vezes maior que a loja que será abandonada em Curitiba

Lindas!

Cinco árvores exóticas e raras de Curitiba