O novo biarticulado de Curitiba, fabricado pela empresa Scania, nem saiu da fase de testes e já apresentou problemas. Na manhã desta sexta-feira (05), o ônibus teve uma falha enquanto fazia a linha Santa Cândido/Capão Raso e os passageiros que antes haviam se animado em embarcar na novidade tiveram que descer após um dos dispositivos do veículo enguiçar no meio do caminho.

O monitor de call center Andryws Ribas, de 21 anos, era um dos passageiros do novo biarticulado quando tudo aconteceu. Ele conta que embarcou no terminal do Capão Raso em direção ao Cabral, mas o veículo não aguentou ir muito além da Praça do Japão. “Foi por volta das 7h30, quando ele parou no tubo da Bento Viana e não saiu mais”, conta. “O motorista até tentou. Fechou a porta, andou mais alguns metros e parou”.

Segundo Ribas, o ônibus não estava lotado na hora do incidente, mas todos os passageiros ficaram incrédulos com o fato de um ônibus novo apresentar defeito com tão pouco tempo de uso. “Todo mundo ficou se olhando sem acreditar e dizendo que essa é a nossa Curitiba”, diz. Ele e os demais usuários tiveram de descer pelas portas de emergência para esperar outro biarticulado.

De acordo com o sindicato que representa as empresas de ônibus da cidade (Setransp), o que aconteceu foi um problema na plataforma que liga o veículo às estações tubo. O biarticulado foi recolhido para manutenção e a previsão é que ele volte a operar em breve.

Apesar da dor de cabeça e da indignação dos passageiros, a Setransp considera a falha leve, uma vez que não foi nada no sistema mecânico que realmente tornasse o coletivo inoperante. Já a Urbs pede paciência dos usuários e lembra que o veículo está em testes, destacando que alguns transtornos podem acontecer e que essas avaliações são necessárias para fazer as devidas correções.

O modelo da Scania é uma nova opção de biarticulado que está sendo testado pela prefeitura e os testes servem para adequação em relação às normas apresentadas pela Urbs. Com exceção desse ônibus em questão, toda a frota da cidade é feita por biarticulados da Volvo — incluindo alguns novos que devem ser entregues à capital até o mês de março.