O atendimento na Farmácia do Paraná na 2ª Regional de Saúde, na Rua Marechal Floriano Peixoto, no Centro de Curitiba, foi interrompido nesta quarta-feira (24) em virtude de um alagamento causado por um cano que estourou. O prejuízo com medicamentos e materiais está sendo levantado. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), nesta quinta-feira haverá atendimento e com horário estendido.

A coordenadora da farmácia, Kelly Braga, contou que uma pedra da obra no prédio atingiu um cano, provocando o alagamento. A quantidade de medicamentos que foi danificada com o acidente está sendo verificada, mas, de acordo com ela, não devem faltar remédios para os pacientes. “Já entramos em contato com o Centro de Medicamentos Básicos do Paraná (Cemepar) para que seja feita a reposição assim que terminarmos o relatório”, comentou.

A assessoria de imprensa da Sesa informou que quinta-feira o atendimento na Farmácia terá horário estendido e que, em fevereiro, não haverá fechamento nesta sexta-feira (26), último dia útil do mês, como acontece geralmente, para compensar a falta de atendimento nesta quarta.

A Sesa destacou ainda que a Farmácia não está fechada, para o caso de pacientes que necessitem de medicamentos com urgência. Funcionários da regional estão orientando os usuários em frente ao prédio.

Transtorno

A dona de casa Monica Silvestre foi do Pinheirinho, onde mora, até o Centro para buscar o medicamento para a sogra, que tem enfisema pulmonar e fibrose. Ela lamentou a perda de tempo. “Ainda deixei minha sogra sozinha. Mas fazer o quê?”, comentou.

Quem também estava indignada e preocupada com a falta de atendimento na Farmácia era a dona de casa Maria Luiza Machado dos Santos. Na manhã de hoje ela saiu do Fazendinha para buscar os remédios para a filha de 13 anos, que tem diabetes. Além do transtorno de ter que voltar outro dia, ela estava preocupada se não ficaria sem os medicamentos, por conta dos prejuízos. “Eu não tenho condições de comprar”, lamentou.

Estabelecimento

A Farmácia do Paraná do Centro é uma das maiores farmácias públicas do Brasil. A unidade atende a 23.800 usuários cadastrados no programa, dos 29 municípios da 2ª Regional de Saúde. Nas unidades da Farmácia do Paraná são distribuídos medicamentos especializados para cerca de 80 doenças, entre elas alzheimer, parkinson, esclerose múltipla e hepatite. O atendimento é feito tanto para pacientes do SUS como da iniciativa privada e da rede conveniada.