Matinhos, no litoral do Paraná, pode, nos próximos anos, ficar livre das enchentes, problema recorrente na região a cada temporada e que nos últimos dias voltou a provocar estragos. As inundações, que afetam os moradores da cidade e os turistas que passam a temporada de verão na praia, devem acabar com as obras de revitalização da orla. Recentemente, cidades do litoral sofreram com alagamentos causados por fortes chuvas.

O governo do estado garante que a solução desse problema é um dos principais focos do projeto, previsto para começar a ser executado logo após a atual temporada e devendo ser concluído em 32 meses, ou seja, em 2024.

+Leia mais! Caminhão baú evita tragédia e usa área de escape da BR-376, em Guaratuba

“Não se trata apenas de um projeto de embelezamento, de paisagismo, mas estamos dando muita importância à infraestrutura. O controle das cheias é um componente importantíssimo para dar condições de escoamento e evitar enchentes”, afirma Everton Souza, presidente do Instituto Água e Terra (IAT), órgão responsável pelo projeto, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Sustentável.

Souza explica que os sistemas de micro e macrodrenagem vão resolver o problema das enchentes. “É um projeto moderno de microdrenagem, diferente do que existe hoje”, diz. “Atualmente, os tubos são enterrados e já estão assoreados com areia. O modelo que vamos usar são calhas suspensas, que farão a condução da água da chuva de forma mais elevada, praticamente no nível da rua, trazendo uma condição melhor de escoamento”, explica.

“A microdrenagem obrigatoriamente é conduzida para a macrodrenagem. O nosso projeto tem a micro e a macrodrenagem e foi desenvolvido para suportar chuvas de muita intensidade. Com isso, vamos solucionar o problema das cheias em Matinhos”, garante o presidente do IAT. Ele informa que há pré-projetos para todo o litoral, mas são investimentos altos. “Não são obras baratas. Na medida da necessidade e, sendo possível, vamos fazer”, prevê.

+Viu essa? Guardas resgatam bebê em Araucária e se surpreendem com a história da criança

Matinhos vai demandar R$ 314,9 milhões

A solução das cheias em Matinhos está dentro do projeto de revitalização que vai custar R$ 314,9 milhões, na primeira fase. Esse é o valor ofertado pelo Consórcio Sambaqui, o vencedor da licitação. O valor é 17,5% menor que o orçado pelo IAT, que previa um custo total de R$ 381,7 milhões para a primeira etapa. Com a segunda etapa, o investimento sobe para perto de R$ 500 milhões, mas já com a conclusão da primeira fase, o problema das cheias deve ser solucionado, segundo o IAT.

Além da construção de canais de micro e macrodrenagens, a revitalização da orla de Matinhos prevê também a instalação de headlands e espigões (estruturas que visam garantir a estabilidade da areia), proteção costeira e também o alargamento da faixa de areia. Em alguns pontos hoje a faixa tem apenas 20 metros e com a intervenção deve ficar entre 70 e 100 metros. Além disso, o projeto inclui também a revitalização urbanística e paisagística, com plantio de árvores nativas, pavimentação asfáltica e a recuperação de vias.

Nova novela

Conheça o elenco principal de “Poliana Moça”

Quanto Mais Vida, Melhor

Flavia/Guilherme se esconde no bar de Teca

Além da Ilusão

Davi pede desculpa a Isadora por tê-la beijado

Confira!

John Wick 2 e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix