Alunos da UniCuritiba realizaram um protesto por volta do meio-dia nesta sexta-feira (19), em frente à universidade, na Rua Chile, bairro Rebouças. Os estudantes fizeram um buzinaço e exibiram cartazes contra a nova implementação do modelo curricular, anunciado pela instituição nesta semana, já com validade para o próximo semestre.

LEIA MAIS: Videoconferências e muitas chamadas causam exaustão na pandemia

O protesto foi organizado Diretório Acadêmico Clotário Portugal (DACP), que representa os alunos de direito, e pelas atléticas da universidade. A principal queixa dos alunos é a forma como os novos donos da faculdade anunciaram as mudanças, sem consulta e diálogo com alunos e professores. Em sinal de luto, alunos colocaram flores na frente da faculdade. A Unicuritiba foi comprada por R$ 130 milhões, em dezembro do ano passado, pelo grupo paulista Ânima Educação. 

“O nosso manifesto não contra as mudanças, mas em relação ao procedimento que foi adotado de forma arbitrária. Eles chegaram com um modelo pronto e enfiando goela abaixo dos alunos. Tudo isso no meio da pandemia e na última semana de provas. Ou seja, no pior momento para fazer isso”, explica a estudante de Direito e presidente do DACP, Ana França.

Entre as consequências da mudança que causam preocupação nos alunos é em relação à grade curricular. A alteração diminuí o tempo em sala de aula para 3 horas por dia e apenas quatro vezes na semana. Isso acarretaria na demissão de professores e menor qualidade de ensino, segundo os alunos. As agremiações estudantis da Unicuritiba protocolaram uma notificação extrajudicial e prometem entrar na Justiça contra as mudanças.

Os professores fizeram uma assembleia no Sindicato dos Professores de Ensino Superior de Curitiba e Região Metropolitana (Sinpes) para discutir as mudanças, mas os docentes não participaram dos protestos.

O que diz a UniCuritiba?

A pedido da Tribuna, a instituição se pronunciou por uma nota oficial.

“O UNICURITIBA segue aprimorando o seu Ecossistema de Aprendizagem com elementos alinhados às melhores práticas mundiais de ensino superior para manter o seu compromisso com a qualidade e inovação acadêmica, características que estão conectadas ao DNA e história de nossa instituição.

Ressaltamos que todas as movimentações realizadas no corpo docente têm como proposito humanizar ainda mais a relação de ensino e aprendizagem e levar educação de qualidade para todos os estudantes do UNICURITIBA, por meio de um modelo de excelência já consolidado em boas instituições no Brasil e no exterior. Preparando, ainda, o estudante para um futuro de incertezas que está por ser construído.

Acerca do novo modelo, em que as disciplinas dão lugar às Unidades Curriculares, com maior carga horária, é um currículo que permite aos professores tratarem os assuntos com mais assertividade e, principalmente, de forma integrada.

Por fim, o UNICURITIBA reforça que tem realizado rodadas de apresentação e conversas para que os estudantes tenham a oportunidade de tirar dúvidas e conhecer as vantagens do novo Ecossistema de Aprendizagem. Além disso, a instituição está aberta ao diálogo e à disposição dos alunos e alunas para esclarecer qualquer tema referente ao desenho curricular e possibilidades de percurso para cada estudante”.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?