O senador paranaense Álvaro Dias (Podemos) é apontado como favorito entre os eleitores paranaense se a eleição para presidente de 2018 fosse hoje. Dias aparece com 33,5% das intenções de voto segundo levantamento feito pela Paraná Pesquisas a pedido do jornal Gazeta do Povo. O deputado federal Jair Bolsonaro (Patriota) vem em seguida com 19,5%, enquanto o ex-presidente Luis Inácio Lula da SIlva (PT) é o terceiro com 14,4%.

Os registros de candidaturas à presidência do Brasil podem ser feitos até dia 15 de agosto de 2018, mas os principais nomes para esta disputa já são conhecidos da maioria dos brasileiros.

Atualmente exercendo mandato de senador, Alvaro fez carreira política pelo Paraná: foi governador, deputado estadual e federal, além de ocupar cadeira no Senado. Essa relação com o estado é decisiva para que ele esteja no topo da preferência do eleitorado paranaense. O mesmo fenômeno acontece em outros estados, em que líderes locais acabam por ter mais intenções de voto. Em São Paulo, por exemplo o governador Geraldo Alckmin (PSDB) esta na frente.

“Mas o Alvaro Dias se saiu melhor que outros políticos em seus estados. Ele tem mais intenções de voto do que Alckmin teve em São Paulo [23%] e mais do que o dobro que o Ciro Gomes (PDT) no Ceará [16%]”, observou o diretor do Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo. O instituto ouviu 1.520 pessoas, em 66 municípios do estado. A margem de erro é de 2,5 pontos porcentuais, para mais ou para menos.

O grande desafio da eventual candidatura de Alvaro Dias deve ser, justamente, arrebanhar eleitores em outros estados. Segundo Hidalgo, em outros estados o desempenho do senador eleito pelo Paraná é pequeno, em comparação à polarização Lula x Bolsonaro.

“O único estado em que ele [Dias] lidera é o Paraná. Quanto mais se afasta do Paraná, mais difícil fica pra ele. As reais chances de cada um ficarão mais evidentes quando a campanha, em si, começar”, destacou o diretor do Paraná Pesquisas.

Na rabeira

Os outros candidatos incluídos no cenário estimulado pelo Paraná Pesquisas aparem em uma faixa bem abaixo: o ex-ministro Joaquim Barbosa (sem partido) foi lembrado por 3,8% dos entrevistados, enquanto Marina Silva (Rede) foi apontada por 3,3% e o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), ficou com 3% das intenções de voto. Por fim, aparecem Ciro Gomes (PDT), com 2,6%; o presidente Michel Temer (PMDB), com 1,7%, o ministro Henrique Meirelles (PSD), com 0,7%, e a deputada Manuela D’Ávilla (PCdoB), com 0,1%.

Infográfico / Gazeta do Povo
Infográfico / Gazeta do Povo

Aprovação de Temer

O Paraná Pesquisas também aferiu a percepção do paranaense quanto ao governo Temer. O resultado mostra que os entrevistados se mostraram um pouco mais tolerantes com a atual gestão, em relação ao restante do Brasil. Segundo a pesquisa, 15,9% dos consultados aprovam a administração de Temer, enquanto 80,8% desaprovam o governo.

A pesquisa aponta ainda que 0,7% dos paranaenses avaliam como ótima a gestão do presidente e que 6,3% a consideram boa. Por outro lado, 23,5% acham que o governo é apenas regular. Outros 18% apontam que a administração é ruim e 50,5% a classificam como péssima. Os que não opinaram correspondem a 0,9%.