Com o passar dos anos e de tudo que vem acontecendo em nossas vidas, os hábitos sustentáveis deixaram de ser apenas uma possibilidade e se tornaram uma obrigação. Apesar disso, muita gente ainda tem dúvidas sobre como fazer da maneira correta e foi pensando nisso que uma professora de Curitiba foi além de só fazer a parte dela e resolveu ensinar e dar dicas para aqueles que buscam dar um destino correto para o próprio lixo e colaborar com o meio ambiente.

+Leia mais! Copel permite troca de eletrodomésticos gastadores de energia com preços até 45% menores

O nome da professora, que também é empresária, é Ana Lucia Zattar Coelho. Mas ela, que tem 47 anos, ficou conhecida mesmo por “Ana Catadora”, por causa do nome de usuário das redes sociais que criou para falar do assunto.

Segundo Ana, tudo aconteceu muito por acaso. “Eu já conhecia alguns programas de sustentabilidade há muito tempo e participava de vários deles. Então, quando fazia os planejamentos de aulas, aproveitava o gancho para ensinar um pouco aos alunos também”, contou.

ana-catadora-sustentabilidade-perfil
Foto: Arquivo Pessoal.

Pouco a pouco, Ana foi percebendo que os alunos participavam, se envolviam, e as aulas sempre levavam a uma ação concreta. “Os alunos passavam a ser parte da solução dos problemas que nós temos”.

O projeto “Ana Catadora” surgiu durante um curso de marketing que ela resolveu fazer para melhorar as a própria empresa. “Resolvi trabalhar, nesse curso de marketing, em cima de uma página que eu criei, que foi o Ana Catadora. Foi mais um exercício do curso, que acabou dando certo, as pessoas começaram a simpatizar e rendeu”.

Ana Catadora se baseou na inquietação de perceber que muitos dos programas de sustentabilidade já existem há muito tempo, mas não são tão divulgados como poderiam ser. “Eu queria tornar essas iniciativas mais conhecidas, porque aí mais gente poderia participar, se envolver e com isso melhoraria também as condições de como lidamos com nossos próprios lixos”.

+Leia mais! Paraná Pay dá créditos pra serem usados em diárias em hotéis e pousadas

O projeto “Ana Catadora” começou a render quando a professora percebeu que uma de suas postagens, feitas lá no começo, viralizou. “Era justamente um post que listava soluções sustentáveis para melhorar o ano. Isso viralizou, influenciou outras pessoas a buscarem fazer o mesmo e até teve gente que começou a criar conteudo a partir disso também”. O post era parecido com o que Ana fez no começo agora e 2021:

A ideia é fazer as pessoas pensarem

A principal função do perfil é divulgar programas que as pessoas podem ajudar e, com isso, mudar a forma com que nos desfazemos do nosso próprio lixo. “Nos meus resíduos, por exemplo, eu coloco muito pouca coisa que realmente vai para o lixo. A grande maioria é tudo destinado a diferentes projetos, que aproveitam os nossos lixos e reciclam de algum jeito”.

Ana tem buscado também fazer com que as pessoas repensem suas atitudes. “Às vezes a gente acha que não dá para fazer um descarte do nosso lixo da maneira correta, mas dá sim. A gente sempre encontra uma forma de se adaptar e nos tornarmos melhores quando a gente se propõe a isso. Uma mudança pequena sempre pode te levar a uma coisa melhor”.

ana-catadora-sustentabilidade-perfil-2
Foto: Arquivo Pessoal.

Reciclagem de tudo, até de esponja!

Ana Catadora divulga em seu perfil várias iniciativas, que utilizam o lixo doméstico para algum tipo de reciclagem. Entre os projetos está o da empresa Terra Cycle, que usa as esponjas velhas, essas que usamos para lavar a louça, e as transforma em vários tipos de objetos, como vasos, por exemplo.

O projeto funciona de forma bem simples: você envia as esponjas e ainda arrecada dinheiro para ajudar de outra forma. “Além de entregar o material que iria para o lixo, sendo que pode ser reciclado e transformado, a gente ainda arrecada valores que depois podem ser doados para ONGs. Ajudamos o meio ambiente e também a quem precisa”. Veja o vaso que é feito através das esponjas:

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Ana Catadora (@ana_catadora)

Influenciando para o meio ambiente

Desde quando começou com o projeto das redes sociais, em 2018, Ana Catadora tem influenciado muita gente a começar as atitudes sustentáveis. “O que eu busco passar para as pessoas é que dá para a gente fazer tanta coisa com o lixo da gente. São informações muito preciosas para poucas pessoas saberem, por isso tem que ser disseminado mesmo”.

Ana considera que ainda faz pouco perto do que ela queria poder fazer. “Mas o objetivo é exatamente o de levar a conscientização às pessoas”, disse a professora, que se tornou uma influenciadora digital.

Com a repercussão das redes sociais, como a do perfil no Instagram, Ana se motivou a sempre buscar por melhorar e ensinar as pessoas a fazer melhor. “Digo que as redes sociais aumentaram a minha visibilidade, veio mais responsabilidade pelo que eu já fazia, mas isso foi bom porque me motivou a buscar por outras formas de ajudar. A ideia é sempre criar um ambiente que seja um terreno fértil e favorável para que as pessoas entrem nessa da sustentabilidade”.

Foto: Arquivo Pessoal.