Uma decisão liminar emitida pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), na manhã deste sábado (19), autoriza a realização da festa CarnaVibe, em Campina Grande do Sul, região metropolitana de Curitiba. A decisão foi assinada pelo juiz plantonista Daniel Alves Belingieri, em favor da Planeta Brasil, responsável pela organização do evento, após a Delegacia Móvel de Atendimento a Futebol e Eventos (Demafe) afirmar, durante a semana, que não daria autorização para a festa e a mesma corria o risco de ser cancelada

Mesmo antes da liminar, a organização da CarnaVibe já tinha obtido a autorização da prefeitura de Campina Grande do Sul para realizar a festa. Segundo a assessoria da Planeta Brasil, a negociação para o evento, inclusive, já estava sendo feita com as autoridades durante os últimos seis meses. A estrutura para a festa foi montada em uma chácara, com palcos ao ar livre e o público deve cumprir as exigências sanitárias para poder participar.

+ Leia mais: Fãs, Anitta e paixões: integrantes do Now United conversam com a Tribuna antes de shows em Curitiba; assista

A informação é confirmada na decisão liminar. “[…] o projeto FESTIVAL DE MÚSICA CARNAVIBE, desenvolvido de modo a acompanhar a evolução da pandemia, vem sendo negociado com as autoridades municipais de Campina Grande do Sul ao longo dos últimos 6 (seis) meses, e foi planejado para atender o rigor das medidas restritivas impostas, observando-se todos os requisitos e protocolos exigidos para a sua realização. […] as autoridades diretamente envolvidas consideraram, nas análises que antecederam a aprovação do evento, a adesão da população a vacinação para controle da pandemia de Covid-19 ou a realização de exame PCR, a retomada gradativa das atividades comerciais, inexistindo restrição sanitária vigente no âmbito do território municipal a impedir a realização do evento naquele local”, diz parte do texto da decisão judicial. 

Na sexta-feira (18), o delegado Luiz Carlos de Oliveira, da Demafe, chegou a afirmar para a Tribuna que, caso ocorresse, a CarnaVibe seria considerada uma festa clandestina e que, por isso, não enviaria policiamento para acompanhar o evento. Oliveira também disse que acionaria o Ministério Público para impedir a CarnaVibe, com base na Lei Complementar do município que prevê sobre o Código de Postura no artigo 49, § 6º, em que fica proibida a concessão de autorização para a realização de eventos com músicas eletrônicas ou ao vivo, de longa duração, conhecidos como festas “raves”.

+ Veja essa: Pirâmide Solar da Caximba começa a sair do papel; terminais ganham painéis solares

Por outro lado, com a liminar do TJPR a festa deixa de correr o risco de ser considerada clandestina. Ainda na sexta-feira, a Tribuna do Paraná procurou a prefeitura de Campina Grande do Sul que reforçou a ideia de que a documentação exigida para a empresa responsável pelo evento é fundamental para a realização da festa. Alexandre Zolet, secretário de Comunicação da gestão atual do prefeito Bihl Zanetti (PSD), relatou que não existe problema para a realização do evento com todas as exigências sendo cumpridas. A Prefeitura confirmou para a reportagem que os documentos foram enviados e o alvará concedido.

Segurança

A informação de que a Polícia Civil não enviará policiamento ao local não preocupa a organização. Segundo Patrik Cornelsen, da Planeta Brasil, a realização de grandes eventos nem sempre podem contar com efetivo de todas as polícias e, por isso, a CarnaVibe já conta com o planejamento para a segurança particular, desde a organização.

“Nem todo o evento recebemos a presença direta da Policia Civil e também da Militar. Dão apoio, mas a presenca direta depende da disponibilidade. Por isso, estamos acostumados a criar uma minicidade nos eventos, com segurança particular preparada. Temos um efetivo maior do que necessário, além de mais de 30 câmeras zoom para nos dar suporte”, garantiu Cornelsen.

Com o terceiro lote de ingressos à venda, a expectativa da presença de público no local é imensa. O CarnaVibe é considerado o maior do Brasil no estilo carnaval eletrônico e chegou a reunir 100 mil pessoas em Curitiba em anos anteriores. Essa será a 5.ª edição do evento.

Pantanal

Tibério proíbe Muda de falar com Alcides

Além da Ilusão

Úrsula rouba o bebê de Heloísa

Novidades

Comédia com Paulo Gustavo e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix, confira!

Carreira

Ganhadora do prêmio de pior atriz a vida rodeada de polêmicas, quem é Anne Heche?