A Câmara Municipal de Curitiba aprovou, nesta terça-feira, em segundo turno, o projeto de lei que cria o regime emergencial de operação e custeio do transporte coletivo durante a pandemia de Covid-19. Agora, o projeto está pronto para sanção do prefeito Rafael Greca (DEM), autor da proposta. Pelo projeto, a prefeitura arcará, durante o período de isolamento social imposto na capital paranaense, com a diferença entre o custo do sistema e a arrecadação com as tarifas, impactada pela redução de até 70% no fluxo diário de passageiros.

LEIA MAIS – Aeroporto Afonso Pena terá nova pista para vôos internacionais

O projeto estime a redução do custo mensal do sistema de R$ 78 milhões para R$ 38 milhões, cortando a remuneração das empresas e o custo com amortização por desgaste da frota, além da projeção de redução com custos com combustível, peças e assessórios e, até mesmo com pessoal (por conta da adesão das empresas ao programa federal de redução de jornadas e salários). Segundo a Urbanização de Curitiba S/A (Urbs), seria necessário, assim, um aporte entre R$ 18 milhões e R$ 20 milhões mensais ao sistema. O projeto foi aprovado, em segundo turno, com 23 votos favoráveis e nove contrários.

LEIA AINDA – Casamentos, negócios, viagens: os sonhos adiados dos curitibanos pelo coronavírus


Precisamos do seu apoio neste momento!

Este conteúdo te ajudou? Curtiu a forma que está apresentado? Bem, se você chegou até aqui acredito que ficou bacana, né?

Neste cenário de pandemia, nós da Tribuna intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise. Bora ajudar?

Ao contribuir com a Tribuna, você ajuda a transformar vidas, como estas

– Pai vende vende 1000 bilhetes de rifa com a ajuda da Tribuna pra salvar o filho
– Leitores da Tribuna fazem doação de “estoque” de fraldas para quíntuplos
– Leitores se unem para ajudar catadora de papel de 72 anos

E tem várias outras aqui!

Se você já está convencido do valor de sua ajuda, clique no botão abaixo