Um projeto de lei que tramita em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, quer incluir líderes religiosos dentro do grupo prioritário de vacinação contra a covid-19. A proposta já foi aprovada em segunda discussão na Câmara de Vereadores e segue para a análise da prefeitura da cidade. O autor da proposta é o vereador Pastor Eduardo Castilhos (PL). A ideia é inserir o grupo como prioritário em todas as campanhas de vacinação, não só a do coronavírus. A proposta foi aprovada por unanimidade na Câmara.

De acordo com a justificativa da proposta do vereador, o grupo de líderes espirituais trabalha de forma constante com pessoas enfermas, que buscam o auxílio espiritual, e, por isso, esses líderes são possíveis vetores para inúmeras doenças, incluindo o coronavírus.

“A ideia é preservar não apenas a vida do líder religioso. Esse foi um assunto bem discutido na Câmara, por isso nós tivemos unanimidade. A nossa perspectiva, nossa busca, é trazer cuidado a uma população gigante, milhares de pessoas que, diuturnamente, por qualquer motivo, acabam buscando um amparo, um auxílio com o líder religioso”, disse Eduardo Castilhos em vídeo enviado ao jornal Bom dia Paraná, da RPC.

Ainda conforme o projeto, para ter acesso às vacinas o líder precisa comprovar ligação com a instituição religiosa por meio de comprovação de cadastro.

Em nota enviada ao Bom dia Paraná, a prefeitura de Araucária informou que “este projeto está em análise”.