Mateus Franco da Luz, 18 anos, acusado de matar o amigo de infância Guilherme Toniolo, 28, com dois golpes de faca na madrugada de segunda-feira, conseguiu habeas corpus e foi solto anteontem, após decisão da 1.ª Vara do Tribunal do Júri.

O rapaz estava detido na carceragem do 5.º Distrito Policial. Mateus foi autuado por homicídio doloso (com intenção de matar). Porém, alegou que não se lembrava de nada porque ele e a vítima tinham ingerido bebida alcoólica e inalado aromatizador de ar, para ter a sensação de alucinação.

Eles estavam na cozinha do apartamento de Guilherme, em um condomínio de alto padrão no Barachei, quando houve a briga e as facadas, quase no fim da madrugada.