Policiais civis da Delegacia de Pinhais elucidaram o homicídio de Emerson Lopes, 41 anos, ocorrido no dia 09 de agosto. Um dos autores, Sebastião Eleutério, o “Tião”, 51 anos, já foi identificado e indiciado.

O outro autor, um homem identificado apenas como Leandro, segue sendo procurado. Por isso, as imagens das câmeras de segurança instaladas na casa da vítima, e que mostram o momento do homicídio, estão sendo divulgadas. Elas registraram a chega dos autores do crime em um Corsa preto. 

“Tião”, já na porta da casa vítima, desce do carro e bate o interfone chamando por Emerson, que vem atendê-los do lado de fora da residência. “O atirador Leandro fica observando enquanto ‘Tião’ conversa com a vítima”, diz o delegado Geraldo Celezinski.

De repente, Leandro saca uma arma e atira contra Lopes, que corre tentando fugir, mas já baleado cai no chão. “Neste momento, o atirador ainda vai na direção da vítima e dispara outras vezes”, contou Celezinski. “Tião” entra em seu veículo e dá fuga para o atirador.

“Tião” alega não conhecer o atirador, que ainda permanece com a identidade desconhecida pela polícia, e as únicas informações que se tem é que o mesmo apresenta tatuagens nos dois braços, além de um sotaque carioca.

O atirador andava com um automóvel Saveiro prata rebaixado, com rodas esportivas e com um adesivo no vidro traseiro escrito “Equipe de Som Alteradus”. Segundo a investigação, o motivo da morte de Lopes teria sido um desacordo comercial.

Paraná Online no Facebook