Professores da rede estadual de ensino se reúnem em ato nesta terça-feira (30) em Curitiba, para lembrar o dia 30 de agosto de 1988, quando professores foram atacados por policiais militares. Com isso, algumas ruas do Centro estão bloqueadas ao longo da manhã. A manifestação segue pacífica, sem o acompanhamento de agentes de trânsito ou policiais militares.

Os manifestantes saíram em passeata da Praça Santos Andrade um pouco antes das 11 horas. Em seguida, percorreram a Rua Marechal Deodoro, e depois a Rua Marechal Floriano Peixoto, em direção à Praça Tiradentes. A última rua foi a Cândido de Abreu, por onde os professores passam para chegar ao Palácio do Iguaçu, destino final do protesto.

De acordo com a Urbs, pelo menos uma faixa de cada uma das ruas usadas pela manifestação ficará bloqueada. Dependendo do número de participantes, porém, podem acontecer interdições totais das vias.

A expectativa do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP Sindicato) é a de que o número de participantes chegue a 5 mil.

Os professores devem chegar ao Palácio do Iguaçu antes do meio-dia, horário em que lideranças da categoria têm reunião com o governo do estado.